DICAS PARA VISTORIA DE APARTAMENTO

A etapa da vistoria de apartamento é de extrema importância quando se está de mudança para um novo imóvel. Saiba o que você deve observar e o que exigir que seja colocado no laudo da vistoria.



A realização do sonho de receber o apartamento pode se tornar pesadelo se, na ânsia de receber o imóvel, o comprador não se atentar para alguns detalhes que podem parecer sem importância, mas que fazem toda diferença para que a mudança e o uso do imóvel ocorram de forma satisfatória.


Então, para aproveitar essa fase com tranquilidade, preparamos neste artigo um guia para você saber o que verificar em uma vistoria de apartamento.


QUEM PARTICIPA DA VISTORIA DE ENTRADA?


A vistoria de entrada é comum em imóveis alugados e é realizada poucos dias antes do início do contrato de aluguel. Se está comprando um apartamento recém-construído, a vistoria de imóvel também acontece. Esta etapa resulta em um laudo de vistoria ou termo de vistoria de entrega de imóvel novo.


Neste documento devem constar todos os itens que foram instalados no apartamento, como louças e metais, assim como o estado geral de paredes e piso. O locatário, no caso de aluguel, ou o comprador devem participar da vistoria de entrada no imóvel, assim como o corretor ou um representante da incorporadora.


Uma vez finalizado o laudo de vistoria, o documento será encaminhado para todas as partes descritas no contrato de compra ou aluguel. Se todos estiverem de acordo com as informações, a entrega das chaves não demora muito tempo depois da vistoria.


QUANTO CUSTA UMA VISTORIA DE IMÓVEL?


Quem está pensando em se mudar sabe que terá que arcar com alguns custos extras durante o processo. No caso da compra de um apartamento com financiamento bancário, é provável que seja necessário pagar por uma vistoria de imóvel.


A Caixa Econômica Federal, por exemplo, exige o laudo de um engenheiro sobre o imóvel para dar continuidade ao processo de financiamento imobiliário. O comprador paga uma taxa, que é calculada com base em uma tabela de tarifas do banco. De acordo com a Caixa, a vistoria de imóvel é necessária para que o banco verifique se o imóvel atende às condições de enquadramento e garantia do financiamento.


No caso de apartamentos alugados, não se cobra nenhuma taxa de vistoria. E qualquer outra taxa administrativa exigida pela imobiliária deve ser paga pelo proprietário, não pelo inquilino.


Quanto a cobrança de taxas pela elaboração de contrato e informações cadastrais, a responsabilidade por este pagamento é do proprietário do imóvel. Mas, se mesmo assim forem cobradas do inquilino, "deve-se exigir um recibo discriminando a destinação dos valores, pois mediante este documento é possível solicitar a devolução da importância paga", estabelece o Procon.


Recomendamos também nesta fase o acompanhamento de um arquiteto ou engenheiro na vistoria de imóvel. A avaliação costuma levar de 50 minutos a duas horas, dependendo do tamanho do imóvel. De acordo com o portal Casa, o custo do serviço oferecido pelo profissional varia de R$ 80 a R$ 200 por hora, em São Paulo.


Check List para Vistoria de Apartamento


Para a vistoria, você vai precisar de:

  • Memorial descritivo (para checar se todos os materiais aplicados seguiram as especificações)

  • Trena

  • Balde

  • Lâmpada

  • Celular e seu carregador (ou outro aparelho elétrico pequeno, como um abajur)

  • Papel e caneta


Esses itens serão essenciais para não deixar passar nada. Montamos um check list para te auxiliar na vistoria de apartamento:


1) Pintura e acabamentos


  • As paredes são a primeira coisa que vemos quando entramos em um imóvel. Aproveite a vistoria de apartamento para verificar o estado da pintura em todos os cômodos – inclusive dos rodapés.


2) Tomadas e luminárias


  • Chegou a hora de usar o carregador de celular e a lâmpada para testar todas as tomadas e pontos de iluminação do apartamento. Dá um certo trabalho, mas pode evitar muita dor de cabeça depois para provar que os problemas de infraestrutura elétrica não foram fruto de má utilização.

  • Veja se interruptores, tomadas, pontos de luz, de telefone e de antena de TV estão nos locais corretos e se todos os circuitos estão indicados no quadro de luz.

  • Pergunte quais tomadas são 110V e quais são 220V e confira se estão devidamente identificadas.

  • Aproveite também para checar se a campainha funciona e, caso o imóvel esteja sem fornecimento de energia no momento, mencione isso no termo de vistoria de apartamento.


3) Portas e Janelas


  • Parece bobagem mas, em uma cidade como São Paulo, ter uma janela que não fecha direito no seu apartamento pode se tornar um pesadelo, seja por causa do barulho da rua, seja pelo vento nos dias mais frios. Por isso, é indispensável abrir e fechar todas as janelas durante a vistoria de imóvel e apontar qualquer irregularidade no funcionamento.

  • O mesmo vale para as portas. Veja se as maçanetas funcionam, se todas têm chave e se trancam.

  • Confira se as portas emitem algum rangido ao abrir ou fechar e aproveite para registrar o estado geral da pintura delas.


4) Torneiras e Ralos


  • Nenhuma vistoria de apartamento está completa sem a checagem da infraestrutura hidráulica. Abra todas as torneiras para verificar seu funcionamento e o fluxo de vazão da água por elas. Da mesma forma, observe se o líquido escoa com facilidade pelo sifão.

  • Se tiver aquecimento nas torneiras, confira se a água sai mesmo quente.

  • Ao vistoriar banheiros e lavabos, aperte a válvula de descarga dos vasos sanitários e repare na pressão e vazão de água e também em possíveis vazamentos.

  • E nos ambientes com ralo, use o balde para conferir o escoamento: despeje o balde d’água primeiro longe do ralo, para ver o caimento do piso, e depois bem próximo, para verificar se há alguma obstrução.


5) Piso e contrapiso


  • Assim como as paredes, o piso é algo que reparamos logo que entramos em um espaço. Se o piso é de madeira, procure ver se há riscos e tacos ou blocos soltos. Se é de pedra ou porcelanato, verifique se alguma peça está trincada e se o rejunte apresenta falhas.

  • Para apartamentos comprados na planta, normalmente a vistoria de entrada vai apontar que o imóvel está no contrapiso – o revestimento será escolhido e instalado pelo proprietário. Mas aproveite para ver se o contrapiso está bem nivelado, pois um desnível de 3 cm já prejudica a instalação do piso.


6) Área útil


  • A metragem útil do apartamento também deve ser verificada no momento da entrega das chaves. Segundo a norma de desempenho de edificações, variações de até cinco por cento para mais ou para menos em relação ao que consta no memorial descritivo são aceitas.


7) Outros


  • Olhe para cima: se o forro for de gesso e apresentar manchas ou umidade, é sinal claro de vazamento.

  • Cheque se a distribuição das vagas de garagem é igual à prometida e se nada atrapalha seu veículo.


Encontrada qualquer divergência ou mau funcionamento, isso deve ser imediatamente comunicado à construtora. Os problemas devem ser relatados no verso do documento que atesta a entrega do imóvel e deve ser assinado pelo comprador e pelo representante da construtora que acompanha a vistoria, e comunicados imediatamente à empresa (por e-mail, preferencialmente).


Finalizada a vistoria, verifique no check list se todas as solicitações foram anotadas, tire uma foto para ter uma cópia e lembre-se de usá-la como roteiro para quando for fazer a nova vistoria do apartamento.

Contato

Temos conteúdos incríveis para compartilhar com você.

Assine nossa newsletter e ganhe 10% de desconto no seu projeto:

  • Branca Ícone Instagram
  • Branca Ícone Pinterest
  • Branca Ícone LinkedIn

Copyright 2020 | Studio Tucah Campos