5 MANEIRAS DE REDUZIR O PLÁSTICO NA SUA VIDA COTIDIANA

Atualizado: Jan 29


Em um mundo onde o plástico está em toda parte


À medida que as ramificações do uso de plástico em nossa terra estão se tornando cada vez mais conhecidas, começamos a entender seus efeitos nocivos. O plástico não é biodegradável e libera substâncias químicas tóxicas que, quando ingeridas ou usadas, podem ter consequências duradouras para a nossa saúde.

Estamos começando a busca de abrir nossas mentes para alternativas, tanto no que usamos quanto no que jogamos fora. Se nos questionarmos mais e olharmos mais profundamente, podemos mudar nossa abordagem ao uso de plástico e perseguir o impacto negativo que podemos ter sobre nosso meio ambiente e sobre nós mesmos.


1. Reduza o plástico "descartável"

Diga não aos canudos!


Cientistas estimam que uma garrafa de água de uso único pode levar até 450 anos para se decompor (loucura, não é?) E, mesmo assim, torna-se o que é conhecido como "microplástico". Essencialmente, os microplásticos são pedaços ainda menores de plástico que ainda contêm toxinas que são prejudiciais para os animais e a terra.

Para ajudar a parar o plástico de uso único (pense: o copo de plástico que contém seu suco ou shake favorito, a tampa de plástico que fica por cima e, é claro, o canudo de plástico), traga seu próprio pote de vidro, copo reutilizável, invista em uma garrafa de água reutilizável e leve sua própria sacola reutilizável ao supermercado.

Além disso, procure plástico rotulado como “verde” ou “compostável” - esses produtos são fabricados sem os produtos químicos nocivos, facilitando sua decomposição quando jogados fora.


2. Seja plastic-free com crianças

Use vidro, aço inoxidável e madeira, quando possível, para produtos infantis.


Quando começaram a surgir estudos sobre o BPA químico encontrado no plástico e seus possíveis efeitos nocivos, começamos a comprar "sem BPA". No entanto, a alternativa ao BPA é o BPS (Bisphenol S) e esses dois produtos químicos foram conhecidos por ter efeitos hormonais e cerebrais quando consumidos.

Para pais com crianças pequenas, mude para o uso de mamadeiras de vidro ou aço inoxidável em vez de plástico e invista em alternativas de chupeta, como as de silicone. Nos bons velhos tempos, as crianças brincavam com qualquer dispositivo que estivesse em casa - normalmente feito de estanho, madeira, porcelana etc. Hoje, as crianças brincam e muito com plástico. Em vez de comprar brinquedos feitos inteiramente de plástico, reserve um tempo para encontrar lembranças mais especiais (tanto para o planeta quanto para o seu ente querido) e considere comprar brinquedos feitos de madeira.


3. Apoiar empresas que reciclam criativamente plástico

Compre de empresas inovadoras.


Agora, isso traz a questão: o que fazemos com todo o plástico que já acumulou? A boa notícia é que a necessidade é a mãe da invenção e existem inúmeras técnicas de fabricação inovadoras que estão criando soluções a longo prazo. Especificamente, criando soluções para o plástico que está se acumulando nos oceanos conhecido como "plástico oceânico".

Por exemplo, a empresa Bureo viu o problema da rede de pesca de plástico e decidiu criar skates feitos com os detritos da rede de pesca. Eles usam um processo de modelagem para criar os skates e também começaram a se ramificar para fazer óculos de sol e outros acessórios em plástico oceânico. Vemos empresas maiores usando plástico reciclado, como a Adidas, trabalhando com a empresa Parley, ajudando as empresas a tomar melhores decisões em seus métodos de produção visando o plástico no oceano.

Uma semelhança entre esses inovadores é o acordo coletivo de que precisamos voltar à natureza. É preciso alguma pesquisa para encontrar empresas que estão produzindo dessa maneira mais sustentável, mas é realmente mais divertido comprar quando você sabe que está apoiando a inovação e o planeta.


4. Resistir ao uso de cosméticos com microesferas

Abaixo às microesferas!


Você conhece o seu esfoliante favorito que tem as miçangas fofas que fazem você sentir que realmente está fazendo o trabalho para a sua pele? Bem, essas pequenas pérolas são na verdade pedaços de plástico que não apenas estão esfregando sua pele, mas também estão sendo levados pelo ralo para o nosso suprimento de água, o oceano, e potencialmente sendo comidos por peixes que eventualmente consumimos. Sim, é um ciclo vicioso, pessoal!

Felizmente para nós e para o planeta, há uma tonelada de esfoliantes naturais que terão efeitos positivos e duradouros, e não os das esferas microplásticas. Ao comprar um esfoliante, procure aqueles que contenham sal marinho, cascas de nozes trituradas, café, limão, casca de coco, etc. Esses ingredientes não são apenas da terra, mas também não trarão danos à terra.


5. Faça seu ciclo plastic-free

Comece um novo ciclo com mais conforto e sustentabilidade!


Ladies, odiamos ser portadoras de más notícias, mas infelizmente fazemos parte da crise do plástico. Você sabia que os absorventes descartáveis demoram 500 anos para se decompor no meio ambiente? Ou seja, o primeiro absorvente criado no mundo ainda está entre nós! A boa notícia é que existem opções para que possamos ficar livres de plástico durante nossos períodos.

Algumas marcas brasileiras já têm soluções inovadoras para capacitar as mulheres a se tornarem livres de plástico, oferecendo alternativas únicas, como linhas de roupas íntimas "à prova de período".

A Pantys, por exemplo, desenvolvem seus produtos usando tecidos biodegradáveis que se decompõem naturalmente nos aterros em até 3 anos. Muito mais sustentável do que uma calcinha comum que se biodegrada em 50 anos. Demais, não é?

No final do dia, trata-se do que é certo para você e seu corpo, mas tendo em mente o que pode ter efeitos duradouros.

Temos conteúdos incríveis para compartilhar com você.

Assine nossa newsletter e ganhe 10% de desconto no seu projeto:

  • Grey Instagram Ícone
  • Grey Pinterest Ícone
  • Ícone cinza LinkedIn